Por Que Eu Não Migrei Logo Para O Kdenlive?

Eu sempre usei o Openshot e sempre expressei nas redes sociais o problema que esse editor de tem para trabalhar com arquivos gerados por algumas marcas de câmeras. Então é até compreencível que alguém questione a razão para não ter deixado o Openshot antes. Por esse motivo, o artigo serve também para os desenvolvedores que lerem, e que saíbam português.

Por que?

Se você pensar em outras soluções além do Kdenlive, as mais recentes são o Openshot e o Pitivi. O Pitivi não foi a minha escolha porque o aplicativo tem problemas. Hoje por exemplo, há uma falha que impede de adicionar o arquivo a timeline para edição. É preciso segurar e soltar rapidamente, um trabalho que eu não gostaria de ter. Não lembro o problema que eu tinha com o Pitivi a primeira vez que instalei, mas no final acabei escolhendo o Openshot.

Mas eu lembro bem a razão para não ter adotado o Kdenlive no momento em que eu procurava um editor de vídeo, e era o tamanho. 360MB eram necessario para fazer o Kdenlive funcionar em qualquer distro Linux que não use o KDE como ambiente gráfico. Eu tinha internet pra isso, e tinha espaço no HD também. Só que sempre escutava aquela voz, que parecia vir do computador, perguntando o que todos aqueles arquivos vão fazer no sistema.
Aplicativos do KDE necessitam da biblioteca do KDE. Já havia baixado 60MB de biblioteca do KDE ao instalar o Kdenlive, e ele me pediu mais 38MB para instalar o okular.
O que mudou?

Mudou exatamente o que faltava no Kdenlive e a dependencia diminuiu muito. O aplicativo ficou muito mais eficiente sendo necessário agora o total de 70 MB de arquivos (57 MB se você adicionar o repositório oficial) para faze-lo funcionar no Ubuntu. Esse é de tamanho menor que o Lightworks ou o Natron2, esses dois por acaso precisão de registro para usar (Mas duas senhas para decorar).

Isso foi suficiente para deixar o Openshot. Mas eu não simplesmente advinhei que os desenvolvedores do Kdenlive já haviam reduzido o tamanho do seu produto. O problema é que eu precisei gravar um vídeo em uma câmera Samsung e o Openshot não conseguiu processá-lo. Ao verificar o Kdenlive no repositório do Ubuntu, vi que dessa vez eu só precisaria de alguns poucos pacotes do KDE e do QT. Então só precisei confirmar o comando sudo apt install kdenlive e pronto.


Também baixei o Natron2 e o Lightworks após uma pesquisa detalhada antes de concluir toda as informações. Tirando o inconveniente de ter que se registrar, os pacotes .deb são de altíssima qualidade, só acho que os programas em si são avançados demais para mim. O tempo vai dizer como estarei editando meus vídeos mas por hora esse artigo deve servir para aconselhar o Kdenlive, que foi atualizado em um bom momento já que o Mesa 12 foi portado para o Ubuntu 16.04.2 LTS.

Comentários

Postagens mais visitadas